Como criar o conteúdo da sua landing page

01/05/2023 | Sites

Muitos sites e landing pages tem um conteúdo genérico e que diz pouco sobre os produtos ou serviços que a empresa oferece. Adjetivos como “seguro”,”confiável” e “diferente” podem parecer úteis em um primeiro momento mas dizem muito pouco (nada, na verdade) sobre o que sua empresa faz. Nesse post vamos mostrar como criar o conteúdo da sua landing page (ou site) para informar seus visitantes e possíveis clientes da melhor maneira possível.

Se o objetivo do seu site não é captar leads ou conseguir clientes, o conteúdo passa a ser menos importante. E, nesse caso, talvez você deva até reconsiderar a necessidade de ter um site.

Agora, se você pretende conseguir novos negócios atraves do seu site, com certeza alguma coisa de valor você vai tirar desse post.

 

  1. Ordenação das seções
  2. Seção principal
  3. Prova social
  4. Serviços/Como funciona
  5. Chamada à ação
  6. Rodapé
  7. Conclusão

1. Ordenação das seções

Na maioria dos casos, sua landing page ou site vai seguir algo próximo desse formato:

  1. Seção principal: apresentação do produto/serviço principal e explicação breve.
  2. Prova social: logos de empresas com as quais você já trabalhou, depoimentos de clientes ou dados que mostrem sua credibilidade.
  3. Serviços/Como funciona: produtos que você vende ou serviços que você presta e (brevemente) como é seu modelo de trabalho.
  4. Chamada à ação (CTA): ação a ser tomada se o visitante quiser saber mais ou fechar negócio com você.
  5. Prova social 2: alguma variação da primeira prova social, com depoimentos/logos diferentes ou uma chamada para o seu portfólio.
  6. Rodapé: links para as redes sociais, informações de contato e demais informações da empresa.

Dependendo de cada empresa, pode haver necessidade de adicionar alguma seção ou alterar a ordem das seções. O importante é que todas essas informações estejam presentes.

Se o seu produto/serviço é complexo, pode valer a pena adicionar uma seção de “Perguntas frequentes”. Se você faz e-mail marketing, uma seção de inscrição da sua newsletter.

Vai depender um pouco do seu modelo de negócio e do que a sua empresa faz. Mas, no geral, o modelo apresentado acima vai suprir as suas necessidades.

2. Seção principal

Essa é a primeira seção que o visitante vai ver ao entrar no seu site. É a seção mais importante do seu site, porque vai definir se o usuário vai continuar navegando ou vai deixar o site.

Essa seção deve conter:

  • Título: descrição objetiva e sucinta do que você faz/oferece (geralmente é aqui que você vê as palavras “seguro”,”confiável” ou “diferente” – que não dizem absolutamente nada sobre seu negócio).
  • Subtítulo: explicação breve de como você faz o que diz que faz no título.

Ela pode conter também uma imagem ou vídeo (geralmente um GIF).

2.1 Título

Construir um bom título é simples, mas não é fácil. Se seus serviços são muito genéricos você acaba criando descrições genéricas.

O objetivo do título é: ao ler apenas o título, o visitante deve saber exatamente o que você faz. Simples, não?

Mas não é tão fácil quanto parece.

Muitas vezes as empresas (ou até mesmo agências) optam por colocar um slogan ou frase feita no título. Fuja disso: opte por uma frase simples que descreva exatamente o que você faz, sem deixar dúvidas.

2.2 Subtítulo

Logo após o título, vem o subtítulo. Aqui você explica um pouco do “como” você faz o que faz.

Se seu título é “Criamos landing pages de alta conversão para seu negócio”, seu subtítulo pode ser algo como “A partir da análise de mercado, pesquisa de concorrentes e entendimento da sua marca, montamos sua landing page e campanha voltados para o seu cliente ideal”.

Geralmente é uma boa pedir a opinião de pessoas que não conhecem muito bem o seu negócio e perguntar se apenas lendo o título e subtítulo elas entendem o que você faz e como.

2.3 Imagem ou vídeo

Se o seu negócio é um software ou produto físico, pode ser interessante adicionar uma imagem ou vídeo à sua seção principal. Assim, o visitante entende um pouco mais sobre o que você faz ou vende.

Evite sempre usar imagens genéricas, como pessoas sorrindo ou paisagens.

3. Prova social

O objetivo da seção de prova social é mostrar ao visitante que ele pode confiar em você porque outras pessoas confiam. E, dizer que seu produto é “confiável” no seu título não vai cumprir esse objetivo.

Mostre logos das principais empresas que já trabalhou, depoimentos de clientes ou métricas relevantes da sua empresa.

Caso você ainda não tenha clientes, essa seção acaba ficando de fora. E nesse caso, vale pensar se um site é realmente a melhor maneira de adquir seus primeiros clientes. Se você não for investir em tráfego, a sugestão é você buscar seus primeiros clientes de alguma outra forma depois criar um site.

4. Serviços/Como funciona

Aqui você vai mostrar os serviços que presta ou o serviço específico que está vendendo nessa landing page.

Os benefícios do seu serviço/produto devem ficar claros e essa é a seção para você responder todas as perguntas que o visitante tem e as que ele nem sabe que tem.

Para cada benefício, você pode usar um título e subtítulo seguindo mais ou menos o mesmo modelo da seção principal. Mas aqui eles estão se referindo a partes do seu negócio e não ele como um todo, então seja específico.

É uma boa utilizar imagens se elas ajudarem a ilustrar cada benefício. Lembrando sempre para evitar imagens genéricas e que não ajudem na compreensão.

5. Chamada à ação (CTA)

O visitante já entendeu o que você faz, como você faz, quais são os benefícios de fechar negócio com você e como funciona o seu serviço. E agora?

Nesse momento você deixa claro o que ele deve fazer para dar o próximo passo. Ele deve entrar em contato pelo link do WhatsApp? Mandar um e-mail? Preencher um formulário de contato no site?

É nessa seção que você deixa claro como entrar em contato com você. “Preencha o formulário que entraremos em contato”, “clique aqui e agende uma demonstração”, “clique no botão e entre em contato com nosso setor comercial” são alguns exemplos.

Caso a sua chamada a ação seja um link para WhatsApp é recomendado sempre ter uma mensagem pré preenchida, para diminuir o trabalho do seu lead e maximizar a chance dele efetivamente enviar uma mensagem.

6. Rodapé

Para finalizar a sua landing page, existe o rodapé. Links para as redes sociais, sua política de privacidade e outros links que podem ser úteis para o seu visitante.

Geralmente informações de contato ou endereço (quando você atender em um local físico) podem estar presentes também.

7. Conclusão

Esse foi um guia básico de como montar o conteúdo da sua landing page.

Na construção do conteúdo, tente sempre ser objetivo e usar o menor número de palavras possível.

Evite imagens genéricas e fuja de descrições genéricas, que falam muito e dizem muito pouco.

Se você precisar de ajuda com a construção do conteúdo da sua landing page, nos mande uma mensagem no WhatsApp que vamos te ajudar.

Confira também outras postagens no nosso blog!

Esse post utilizou como base essa postagem e nossa experiência com criação de sites e landing pages. Se quiser se aprofundar mais, sugerimos dar uma olhada na postagem de referência.

Quer criar um site para o seu negócio?

Veja como funciona a criação de sites exclusivos